O blog

Em 2008 comecei a escrever no Psicodelia Imaginária para me recompor do silêncio. Foi o único espaço que encontrei para melhorar minha escrita e colocar em prática minhas idéias, insanidades e imaginações. Gosto de me abrigar no meio das palavras. Não me dou à obrigação de escrever. Escrevo quando preciso, e o blog acolhe minhas palavras. Mesmo esquecendo ele de vez em quando.

Não consigo mais seguir a linha dos meus primeiros posts, o que me faz perceber a evolução e amadurecimento dos meus pensamentos (sei que ainda não tenho totalmente as duas coisas). O objetivo do blog não é agradar ninguém de forma surpreendente, ainda cometo erros, não gosto de seguir regras. Mas gosto das críticas dos leitores.

Talvez eu faça com que o leitor se depare com seu ego, e descubra que todos nós (humanos), somos apenas palavras desenhadas para ilustrar o mundo. Ou também, talvez, crie uma polêmica bem sarcástica ou irônica que ninguém entenda (afinal, poucos lêem blogs com tanto entusiasmo).